02/05/2012

mochila

Já faz muito tempo que pessoas me perguntam por que ando sempre de mochila, que geralmente parece pesada. É como se fosse bolsa de mulher, agora penso. Ok.

Resolvi escrever este singelo post para esclarecer de uma vez por todas vossa dúvida. Através dos itens que aqui menciono vós quiçá podeis concluirdes a razão pela qual minhas costas vêm se encurvando há so many years...

Observação importante: elas duram cerca de 6 meses pro meu estilo.

Lá vamos nós.
começemos pela abertura principal: carregador de notebook / mp6 / cabo usb / tapetinho de mouse / mouse independente / cabo usb com 4 portas de saída (estes primeiros pertences alojados numa sacola de pano vermelha, de loja, carregável por cordões brancos que, com o peso, fecham abertura.
continuando: notebook - mocosado à parte (mochila de skatista, da mormai, verde. porta-skate por fora e porta-notebook por dentro) / camisa de flanela xadrez preta e branca com algumas linhas vermelhas esmaecidas. na região q corresponde aos punhos ao invés de botões prendo extremidades com joaninhas, para alargar abertura / boina azul gaudéria. nela cabeças de perfil de cavalo bordadas em linha branca, num conjunto que fica mais ou menos circunferente. comprei na última festa da revolução farroupilha / tah não vou ser tão detalhista pra não ficar tomando por demais vosso tempo / um coador de pano para café / um boné branco dentro de uma sacola preta / porra, fodeis-vos, tenho q explicar certas cousas sim, porque simplesmente quero e me dá prazeres / uso boné branco porque uma vez fui na casa da mãe jurema e o marinheiro bêbado disse, na linguagem peculiar dos caboclos, pra eu não usar chapéu preto na quinta-feira, dia dos anjos. acabei tomando conselho pro bem da leitura diária e pública de um misantropo sem antolhos. Próximo item: agenda telefônica whole life contacts style / material de trabalho (questionários de papel e questionários no palmtop) / sacola de pano dessas que dizem q é ecológica, ecobag, né? às vezes consigo ser mais rápido q os empacotadores e digo não precisa da sacolinha parceiro. comprei no brique da redenção, nela tem propaganda de um movimento popular paulista do bixiga / uma case preta, da bic, com itens de higiene dentro, vou tirar tbm (fica aí porra, queria esclarecer agora vamos ateh o fim!): remédio finasterida (fico meio vermeio. não googla...); curativos; vão passando; escova de dente normal; escova de dente unitufo; desodorante nívea fresh active for men; pasta de dente colgate / gel antisséptico para as mãos (hauhauhauhauhauhauhauha...); antisséptico bucal com flúor colgate plax fresh mint (fechado faz mó cota...) / protetor labial nívea (sou entrevistador, trabalho debaixo do sol fio...); 1 abridorzinho para meu hirax (uso-o como disjuntor palatal pra arcada dentária superior). pronto. Vamos para o restante: um pacote de lenços umedecidos de limpeza facial para pele com acne, importado de israel (limpeza profunda, remove impurezas e imperfeições) (sou filho de oxalá) / 2 sacolas de supermercado, cada uma "dobrada em si mesma", quer saber a técnica? / um papel de conta de celular, paga / outra "ecobag", essa eu tenho q explicar. sempre quis ter uma dessas de fórum social mundial. então eu me inscrevi no fórum social temático e paguei r$20 à vista pra me cadastrar. de quebra, no plano, tu ganhava caneca de plástico roxa, camisinhas, panfletos, caneta do paraguay personalizada e não me lembro mais o quê. essa famosa sacolinha de pano com alças não prejudica mto escolioses e lordoses do ativista. / porta-óculos com óculos escuro de r$20 dentro (tu compra no camelódromo mas a moça bota lente na maquininha e esta lança tipo de laser q comprova a proteção contra raios uva ufc / ufa...

zíper lateral 1: carteira (marrom de couro) / cristal com princípios de ametista achado em caxias do sul, numa estrada que eu tive q arrolar no meu papel de entrevistador. esta estrada era na zona rural, no meio do nada. deixei meu lado mais avacalhador de lado e a batizei apenas de estrada dos cristais, pois no chão eles surgiam de diversos pontos. / nota fiscal / vão passando / vão passando / (barulho de cachoeira) / mini-grampeador / nota fiscal.

zíper lateral 2: máquina fotográfica sony 14mp (jah quero uma 16mp) / suporte de máquina fotográfica digital / porta máquina fotográfica digital marrom de couro, aveludado por dentro, contendo mini-caderno de anotações mais caixinha de poliseiláeuoquê cujo interior abriga (não sai daí filho da puta): bottom de ouro do che guevara; saquinho de gel sílica; joaninhas; ferrinhos de amarra-pão de forma; 2 chips de celular; memory-card.

zíper frontal maior: um papel com um poema meu / canetas (bic azul: ao todo 3. é a caneta universal do entrevistador) + 2 nankin (universal do escritor?) / pincel marcador, de pixador / marcador de cd / agenda / pacote de lenços umedecidos de higiene íntima nívea acabando (hauhauhauhahauhahuahuahuha...) / outro caderno de anotações / nota fiscal do sapato q eu tentei trocar hj mas o dono da loja da voluntários não quis e eu bati só um pouco nele / pote de vidro com bolinhas dentro / mais canetas (brinde de entrevistado(a)s) / 1 borracha / tem outro zíper dentro com várias camisinhas; crachá de entrevistador de um dos institutos para o qual trabalho mas q no final das contas acaba servindo pros outros tbm; sabonete de motel; mais camisinhas / fecha zíper.

abre zíper frontal menor: chaves (de casa; escritório; de meus inúmeros cadeados). nos arquinhos de metal, fantasia, mini-bússola e pen-drive 16g / modem claro 3g / 2 lenços umedecidos soltos jah meio usados / atilhos / alicate de unha mundial / cadeado de numeração segredo livre de chaves / tchau.




 





Um comentário:

manueras disse...

faltou uma camisa da INFERNO CORAL.