18/10/2010

as pessoas - vol. III

"de se lacerar opiniaum por + distante policiamento nonsense".
Jackson - alto, magro, olhos de crack, orelhas de abano, ex-detento tatoos.

"acredito em Deus e sou uma pessoa boa"..
método stanislavski de não-prostituição

"Jeremias"..
morador de rua de Sampa


wake up wake up wake up
muthefucka
wake up wake up wake up
wake up


Rua: gosto de pessoas que façam eu esquecer dos problemas.
Há tendências que, simpaticamente estereotipadas, costumam rumar ao vampirismo inicial do 1° encontro. Conheci uma menina linda. Tentei explicar-lhe essa vibe com gestos um tanto teocêntricos: segundo encontro um contexto sempre acaba elevando-se a outro: ela deu conselhos morais.
Antes de começar a escrever vinha pensando que atitudes vingativas vêm sendo sistematicamente arrefecidas em favor do não-perdão.

John Lennon estava errado

nenhuma voz, no horizonte

e nem gestos: já percebeu quem tem voz meio artística? Essas pessoas vão pra balada e, segundo última pesquisa, só 9% delas não fala merda.

Me retiro da boite Encontru's, vou estudar
.
Jah fui mais da noite, nos anos 2000






rumo.à.vitória
video

28/09/2010

ressurreição

"sem perdaum a moita estulta dessa vaga, irreal pressaum que inventaram de colocar sobre nossas cabeças"
Jeremias

"naum tem problema, pode dar sossegada"
Activia Travassos


∞∞∞∞
∞∞∞∞∞∞∞∞
∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞
∞∞∞∞∞∞∞∞
∞∞∞∞


Fiasco primeiro ter perdido controle: meus gastos com vestuário nunca restringiram doação de amigos: e se pá é na pior carta do tarot que destinas meu beijo sem vergonha. Aquilatada em rastro de overdose sideral, se essa merda não acaba em 2012, que será de la propriedad?
 Recebi e-mail de ex-teacher of english no qual 20 anos de poder não foram explicitamente esquadrinhados pelo polvo estrela: sabe Cthulhu? ele vem do céu? Você tem o mesmo grau de conhecimento de una anta, familiarizada com deboche pseudocontrário das minorias? formigas, lombrigas e demais pestes: saiam do intestino de Jerônimo! saiam do corpo esses pensamentos-cão-desculpa razoável pruma aproximação final e sossegada entre seres humanos que ainda geravam aquele gostinho de preocupação nascendo no meio das sobrancelhas de uma hora pra outra. mas não.

 Não: o dinheiro acabou e, aonde quer que eu vá, pesquisas: prefiro fraudar opiniões num cabaré do que brincar com o futuro do Brasil; pou... fintchy reais pra mijar na boca dum contacto parece pouca cousa só pra quem restart ouvidos, olhos: ler e entender mano androide nesse ímpio labirinto da riqueza, consumismo, msn, amor, moda, esperança fé harmonia irmandade saúde aquém: mina, temos que nos conhecer. Seja médio ou pequeno o tamanho exterior da palavra gelo que odeia o erre.
Só tu me entende, só uma troca de musas mulas xuxa risus.

Perguntei pra profissional se ela fumava, daê qual marca, daê se era box ou maço, curto ou longo. Nada mais foi dito, nada mais me lembro, nada além de nada.
Acordei na CCMQ. Fizeram um lance imitativo de virada cultural mas, sei lá, estilo carta me remete a Caê na peça de Virginia Woolf.
Chorei como no belo fim pra sempre o tempo o amor entre nós pra sempre as horas: eles não entendem nosso sistema.

Eles não ligam pra gente: tive que sair desse reduto pseudopose pra levar profissionais à Cidade Baixa. Não fosse fake, seria tântrico meu desejo de abraçar uma carta: não-inimiga, ou seja, igual-igual, igualdade, igualdade. Foi bom não rever Jackson com aquele bando de frustrados na mesma pós-derrocada-bar João/Bambus.

Adoraria contribuir de alguma forma underground, pois ninguém precisa saber diferença entre dia e noite no olhar de insistentes traumas/nirvanas adictos como amor de perdição, tá. Pense duas vezes: você quer ler a vida? com quem e/ou com o que você lê? você gosta de ler? Ou a leitura obrigatória do vestibular de 2005 te fez acreditar que outro mundo é possível?
Imagina só, aprender a gostar de ler chapado... ler pessoas, ver livros, acreditar em alguém apenas à distância, yeah, estudo e ressurreição.

Leitor: tive sérios problemas com a carrocinha. 
Depois de Juracema, Soraya diz que tem saudades de vida-loka amenizada pela doce cia do filhotinho não-naturalista da falta de voz. Confesso: fiquei tocado pelo vazio dessa atriz mexicana, tanto que deixei profissionais com colegas de Beco e, sempre na camufla, ojerizei esse céu que me reflete apenas na derrota.

Imaginava mariposa negra, que matei...

Sobre a cabeça, o peso de qualquer injustiça...

03/09/2010

Foi Vênus quem acabou de sumir?
Gone too soon

Oferendas a Iemanjá debaixo do sumiço repentino
Na beira daquilo que não é rio
às vezes sinto que meu organismo aprendeu a operar ao inverso
mais ou menos

Agora a estrela resolveu reviver, cintilando meio laranja por causa das nuvens?
Sentido oeste, mais ou menos, some de novo uma saída viável, reaparece o pássaro que mergulha dentro de si mesmo.
Nuvem
Estrela


A segunda oferenda parece gooda, ao som do sininho, mais à esquerda.
Coração
Estrela
por que acende e apaga assim?

12/07/2010

a escola da vida

[clique para download]


Aqui, complementa-se possível percepção de função alfabética envolta d'as pessoas pela quase metadecoração. O intuito é tornar possível e reveladora uma poética "entre poemas". Exacerbação se dará com ajuda dos próximos versos, quem sabe... aguardem...

05/07/2010

a escola da vida (remix, risus)

lovely.gold
video
.
.
reciclar pneus é lei no Brasil. já existem muitas empresas recicladoras credenciadas para recolher pneus velhos. Com a borracha deles são produzidos asfalto, isolantes acústicos, enchimento para bancos de carros e pisos sintéticos. Até o aço encontrado em seu interior é reaproveitado.

19/06/2010

chove uma chuva que não é de vozes
chove na coincidência
da consciência
ciência
...
.
.
fica o sentido num tarot de ar
fica um raro isolamento
silêncio
...
.
.
update......(21/06)...
.
.



horizonte de vozes
,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,
,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,
..sol
chove uma ch,,,uv,,,a que não é de v,,,oz,,,e,,,s
chove na coincidência
da consciência
ciência
...
.
dispersa
recusa do horizonte
sonhando no acorde
disperso
.
fica o sentido num tarot de ar
fica um raro isolamento
silêncio
...
.....................................
lua

25/05/2010

passado

Pausa:
1 tome um chá não só no horário correspondente ao órgão submisso, ao homem.
Em semissilêncio que bebo café preto enquanto algo de mim se divide pela casa, com pulmões de Saint Hilaire ao fundo e praça de maconheiros que nunca vi entrarem no beco da solidão.
Investidas de close familiar vêm resultando num mimo crescente de sequiosas mãos por briga. mentira: medicina natural requer desempenho vertical? qual a relação entre vida sintética e síndrome de Estocolmo?
Procurada por transanonymous, Soraya (26), refutou amálgama temático com a já famosa lista dos lances que deveriam conciliar-nos:
.
__ criação poética no CCSP

__ V de verso
__ C de coração
__ rap das almas sebosas
__ Alceu Willer beat girrrls/ Hugo/ chá São Francisco
__ 9/3 Jackson (no céu no céu no céu no céu no céu no céu no céu)
__ laudo sptrans
__ almoço maçon/ espírita rosa
__ não funciona
__ Envia as pessoas, balão sobre serpentes, a escola da vida e o sono das semelhanças, que tal?
__ Diversos Querubins
__ só falta comentar o poema de Hugo pra Máfia
__ (Soraya olha pro caderno) Se sente melhor agora? Vou recolher as roupas no varal
__ vou no mercado




2 com r$10 Javier Cortés pôde enfim voltar ao hotel de nome Ícaro, Crackolândia, 00h34.
Com realizada poética das listas, mão ainda dói, não olhe pra trás: (evola rápido, dizem...) Longas pausas antes de convite formal varam madruga inteira, incólumes, pendentes paqueras do Alterego #2: só Rafael Nadal pra ciganizar rebolation com aquela mina (falta ar...) debaixo destes lençóis com furos de cigarro - flui exigência mais do que professoral, restritiva - mais incenso, Rimbaud infinito.



3 Fim de manhã: aparentemente musicada, MariMoon ACORDA DESPEDIDA, Sabrina Sato e atendente do Matilha Cultural se espreguiçam num primeiro momento, mas depois Penelope Jolie manda Soraya pro albergue, pois não há ladra de mp5 melhor que meu amor de chatroulette, agora, (3° copo) está tudo bem com Juracema e filhotes; que saudade dessa noite, que sumiço mais sadio, hein, 19° DP? 

É pura coincidência com final de seriado, hoje sou o que restou da dor, mudei por vc - modo de ser quem sou.
Que a vida me leve afinal, pois a tranquila consciência já esquenta de novo (já volto...)
(algumas xícaras después:)


.
.
horizonte de vozes
.


?
_________________
em 2007 escrevi o poema no céu
sem saber
que a história do pensamento me amava no bar
.
em 2007 escrevi o poema sem amor
num jardim
suspenso de ideias que jejuam na rua
manhã mania
lalaiá _laiá_ lalaiá
.
em 2007 escrevi o poema tentativa
#1 fiozinho brilhando no boteco
de mesa azul
sem te ver
escrita numa pedra, leitura das pessoas
lalaiá _laiá_ lalaiá
.
em 2007 escrevi a verdade
dos homens que praguejam pelas ruas
relações entre fome e título, degolado
o paraíso dos que morrem de assunto, glamourizado
escuro, silêncio, marinho
fininho
fudendo

(o nome do céu, cinema guardado
emagrecendo ladainha)
.
lalaiá

 
. 

.



[update (26/5):]
antes da pedra, aurora.

lalaiá.

23/04/2010

2012 freakstyle

Everyone is going to pretend apartir deste comunicado: em termos de derrota há realmente algo estranho em dizer estou aqui pense assim?

É estranho dizer que nada explica?

Sim, vamos falar de amor: quer transar comigo?

Cale a boca

Quer saravar?

chupe chups

Quer falar sobre Jesus

Ouça isso:

isso:

Certas bocas de rango têm se redimido e acerto de contas também é clichê.

No Centro Cultural São Paulo os seguranças tão embaçando.

Em Penélope Jolie meio sussa: a única pessoa que sempre esteve de braços abertos...

Soraya: (escapando) não tem jeito... o egun dela é forte.

Pra você que não está entendendo:

08/04/2010

sarau mário de andrade

bom, tá aê o convite pro novo sarau... agora na casa Mário de Andrade... Andei lendo uma edição especial do manifesto antropofágico pra me inspirar...
Ainda não sei se lerei o seguinte poema:
.


depois da segunda morte


feliz
ao mesmo tempo
que minha pobre família
.
a cor conclusiva do que eu penso
tingindo
a voz que é uma flor no ouvido alheio
.
fique
com esse coração
ele é todo seu
.
e se você sempre volta
pra pedir
cérebro, pele, mãos e rins
.
você sentirá meu verdadeiro perfume
espalhado
em harmonia, no jardim da sua casa
.

Vazia....
.
.
.
não sei ainda se mantenho o último verso, o que vc acha? mande sugestões aê, opiniões etc...
abraços...
.





[clique para ampliar]
.
.

.
.
update (10/04): bom, ninguém mandou sugestão; o sarau foi ontem e li a seguinte versão modificada por mim mesmo (ainda não estou satisfeito, ou seja, mande sugestões! é um poema aberto!)
.
.

depois da segunda morte
.
feliz
ao mesmo tempo
feliz
.
a cor conclusiva do que eu penso
tingindo
a voz que é uma flor no ouvido alheio
.
fique com esse coração
fuja do que fica
esperando a volta
.
da memória das mãos
pra pedir
cérebro, pele, mãos e rins
.
sentir
ao mesmo tempo
sentir
.
perfume de um homem fiel
espalhado
no jardim da sua casa
.


Vazia....



22/03/2010

novo sarau

entre fantasias rasgadas, enxerto de guizos (mais magros) e dieta de boca de rango que transanonymous convida-lhe para o novo sarau  poetas da casa 
Data: 28/03, às 17h
Local: Casa das Rosas
Av. Paulista, 37
.
Decidi, finalmente, ler - antes ou depois de poema próprio - um dos únicos poemas de alteridade que sei de cor: sou fiel aos acontecimentos biográficos.
Claudio Daniel pergunta se eu parodio minha própria biografia, e, enquanto recusas fluidas são explicadas, uma serpente espreita plumas para a letra s, sussurrando...
: enxuga a música da lua em jejum.
vai...
...ter lançamento duma plaquete lá também: "Oficina de Tradução de Poemas para Publicação", da Casa Guilherme de Almeida.
Todos estão convidados a permanecerem na Casa para esse evento organizado pelo seu Diretor, Professor Marcelo Tápia.
.
ATT. Edson Pielechovski.
.
.

.
.

 

13/03/2010

news

Caros ouvintes: meu poema "presença" está na última edição da Revista Diversos Afins - ele suscita, ou melhor, inaugura e sintetiza a intuição daquilo que estou a explorar em meu segundo e aguardado livro.
Enquanto palhaços tentam não tropeçar nas sílabas s e x, volto aos cursos da Casa das Rosas, estou a fazer um com Claudio Daniel e a sempre querida Andréa Catrópa - uma oficina chamada "poesia hoje".
No fim da última aula saí e não fui manguear na Brigadeiro Luis Antônio. Quando participo de uma aula que gosto e que me inspira procuro fazer jejum, sei lá por que.
Palavras: cadê a casa de vocês?
Irreconhecível: tanto tempo no silêncio te ensina a hora certa pra desabafar adiantamento da morte. Explique seu coração, atravesse muro entre vida e poesia...
Beatnik, aqui, é trecheiro.
Ouvi alguém dizer: aqui te conheço, aqui eu sou feliz. verdade: dependendo de certos lugares, te fazem feliz ou apenas evoluem em cima do erro.

não farei comparações

a de amor, b de bíblia.

02/03/2010

em manutenção (novo player)

26/02/2010

(palavras)

blogpiratadorock.blogspot.com (downloads)(ok)/ no candomblé dizem que sou de Oxalufan, versão mais velha de Oxalá/ acho essa música tranquilizante (ok)/ assim que tudo amanhecer/ amanhã será um novo dia/ cultura anônima/ Tovo/ Iara/ Anthony(ok)/ estacionamento mal-assombrado/ Osvald/ close errado(ok)/ captei: pré-sonhei que estava 2x certo ao prever conclusões (2) "mais claras" na boca de outras, gostosa sensação da vitória onírica(ok)/ podcast Leo Fernandes cemporcentoskate.com.br(ok)/ Lola Monique Maion/ World Painted Blood - Slayer/ Blacrock/ quem sabe/ Soraya video/ Maria Alice reunião/ sonhei que adquiri um houaiss tamanho família extra, me senti muy contente/ Nostradamus livro perdido(ok)/ esqueci de me despedir do Luis Claudio...


.palavras.

19/02/2010

Ontem fui manguear com Soraya (26) na estação Vila Mariana. Abordei uma mulher: ela era de igreja: disse que eu tava espiritualmente paralisado, daí falou passagem bíblica: um paralítico pede esmolas na frente do templo. Ela não dá dinheiro, mas pergunta meu nome e diz que apartir deste dia estaria eu liberto de Satanáquia, prometendo orar, depois (por mim), ao se deitar...
Voltei com Soraya pro terminal, depois voltei pro metrô: reencontrei a irmã (de cabelo vermelho alisado, olhos tabajara com leve brilho de antepassados talvez judeus); ela aproveitou o despreparo do reencontro e perguntou se eu fumava droga: disse-lhe que só bebia uma taça de vinho por dia, pois faz bem ao coração... Leque de reflexão seria ideal numa hora dessas, minha letra voltaria a encolher, aqui dormiria ouvindo a cadência bonita do samba, em estado alfa, com pontas do passado e do futuro vislumbrando respirar...
.
Conseguimos aqué. Minha colega de penação foi pro albergue, eu voltei pra pensão. Havia batido no bebum (43) colega de quarto na noite anterior, não queria arranjar desculpa pra quebrar uma tv que gosta de ser bem ouvida até 3 a.m.; não vi o dono dela antes de dormir. Acordando, lá estava mais uma vítima da sociedade exalando etanol de sua cama, mas com o bico calado. Saí sem olhar pra trás. No almoço dos espíritas, lá estava Soraya de novo, com seu timbre de eterno falsete:
.
_ posso morar com vc?
_ (leque abrindo...) pode...
.
1/2 - só quem tem experiência de rua é capaz de entender o silêncio imposto pela sociedade que vai morrer daqui a alguns anos...
.
Não: tudo que é demasiado pessoal, tudo que sugere presença, personalidade e amor-próprio não escureceu suficiente recomeço de vida. Acordo ouvindo o verso we can be heroes/ just for one. day e interpreto como nunca antes, acredito: há alguém vivo cantando - exegese suficientemente longe pra saber disso - vida, por um momento tão claro, o que é pesado e o que é leve, por um momento, a realidade... A vida normal da classe média impõe verdades e, fazendo pazes com o que ela considera "o óbvio", torna-se feliz qualquer pessoa que não tiver formação trotskista. Fico pensando... o que amigos de Porto pensariam se me vissem orando num café da manhã para mendigos da igreja Renascer em Cristo...
.
1/3 - ué... Marina Silva é crente, HH é crente, qual o problema da fé? Meu amigo americano, Mark Halfmann (24), diz que Jesus voltará, escrevo o nome dele aqui porque ele mora em Chicago, numa região cujo nome sempre consta nas listas do sitemeter, e quero que ele leia isso: amigo, sinto sua falta, não sei quando você vai pra Singapura, mas quero te ver again, man! Devo explorar mais a vida e pensamentos? Me responda.
.
Quero acreditar que existem pessoas boas, não quero mais nada... Já entreguei a vida a Deus e ouço Canto a Oxalá - música tranquilizante pós-rango com lágrimas e soneca num jardim de escola vazia. Soraya diz que tá na hora, tá na hora de partir. Me levanto sem sentir pureza dos cochilos de biblioteca, aquela limpeza que só a deusa da sabiduria concede. Conhecimento, minha sede, estude...
.
2 - olho meus olhos no espelho sem querer...
.

27/01/2010

volver

Voltei a não olhar olhos no espelho, dando continuidade ao projeto de não-similaridade com eu-físico, não ao mesmo tempo: agregando delay de mídias espirituais, sim. Isto é: no quebra-cabeça das semelhanças de emergência costuma-se não comparar compreensões - é mister a 3x4, pra nova identidade.
Existem jovens que tiram foto com amigos e depois publicam no orkut não o céu dentro do corpo. A galere gosta de mostrar que vai tudo bem fora do quadro de emoções pré-apocalípticas, ou seja, nem mesmo esses termos querem, atualmente, esquecimento:
_ quadros
_ céu
_ pessoas
_ educação
_ semelhanças
_ política
_ cultura de massas
.
Misture tudo e crie poemas numa viagem tipo there goes the fear: não é de hoje que a sensação "não pertenço a nada e ninguém" persiste em ser citada e, o mais importante, vivenciada, plenamente... Você começa a querer imitar pessoas mais velhas quando o céu da consciência é instalado como teto dentro do corpo das admirações - este hospedeiro, embevecido na paráfrase de feitos antes nunca valorizados, expressa, com olhos brilhando, confirmação de sua vida.
Ao passo que tal relação, antes nunca na história desse país, desempregou fraternidade, você, como aplicado ouvinte, não acha digno parir novo céu, pois o sol está brilhando, pessoas estão felizes e o principal: não é preciso ser exemplo de vida a alguém pra saber como é gostoso amar.
Quadros: podem ser pessoas também. Um quadro tem papel maior que o de agitador cultural - este serve pra gritar na rua, chamar atenção e divulgar partido: no fofoca = no problems. É tão bom quando transparências abdicam de moldura durante 36h ou mais: tu percebe o corpo na tua frente em reserva, mas sem descartar códigos da lealdade viking: coração esquece tudo:
.
_ supervisorasimpática
_ reservas de Gal (21)
_ Kleos (43) bruxa
_ entrevista com Jurema (89): caderno que continua o bate-papo está debaixo do mar, num achados e perdidos de underbanheiro: estava eu curtindo paisagem maravilhosa, quando uma família de Araçatuba resolveu não olhar pro céu. Eles mesmos consideraram merecedora de close portas e porteiras que faltam na região: não sei como explicar tal sensação, mas pense que o chefe (40 e poucos) do bando, cheio da pose e fumando eight, falava do nokia 5120 - receptor tão comum no estado dos mafiosos em luto.
Mafiosos em luto: descendo morro, lomba, chamando a atenção do vilarejo:
_ tarde...
_ e ae... tou no hotel pra solteiros...
_ vâmo na festa com música jamaicana anos 60 e pá...
_ só tenho 25 centavos...
_ ai que sono...
.
Céu, na ponta d´agulha. Tão suave passiá na Lapa que você não sabe se ri ou se chora ou se espanca os fãs do Cine. Confundir inteligência com tagarelice maquiavélica não vai ajudar a lembrar último tópico.
Fim do mundo: um belo dia Rafael Flaks (27) mandou link do youtube com partes do documentário esoteric agenda. Foi o suficiente pra eu ficar ouvindo Enya (...), chorando perdas e pensando na fazenda de minha prima Vera (?) no planalto central. Porque se a OMS já decidiu racionar comida, se o fluoreto na água ainda é aceito, que tipo de proyecto de vida sustentarei daqui pra frente? Visto que continuo perguntando nas ruas se você:
_ concorda totalmente
_ concorda em partes
_ nem concorda nem discorda
_ discorda em partes
_ discorda totalmente
.
Com indução de mercado, quando terei dinheiro pra pagar os deuses astronautas? Quando terei algum sentimento pra chamar de meu?

18/01/2010

desde que vivos, claros...

(já falei disso no twitter)

.

13/01/2010

floricultura

(céu limpo)
.
III
Hortênsias ao longo dos caminhos, lembram sempre...
Debaixo da bandeira alemã, enterro de amor, frio amor que lembra, sempre: paisagem idílica, outra viagem, gradualmente - em perfumado assento - começando... tentando explicar tom de mudança, ao mesmo tempo, bom fim, bom retorno à cidade onde nasce silêncio.
.


I) Amarelo Perdão: banco de balanço ao sol
carrinho do vendedor ambulante
brinquedo novo nas mãos de Sartre
mentalização:
você não se torna mais veio por virar cabeça aos lados: não há tom acusativo.
não sei se esse vento é bom
não sei o que significa
toda possibilidade de silêncio...
.
.
.

.
sabiá sensível (ep)
.
.

08/01/2010

...

A paisagem elogiada inclusive por locais. Num dos quartos, Sto Antônio é varrido ao acaso, no entanto, salvo,,, pela mão esquerda, pequeno resto de rosário, quem sabe? Inda mais: primeira vez que miçangas quiçá se espalharam 2 ou 3 locações atrás? Não lentamente.
Lesmas... lesmas são mais, mais claras, ainda dentro da casa, depois de 10 anos sem ver TV, companhias: Lula num Brasil que finalmente decola na capa de revista gringa & Carlos Drummond de Andrade com óculos roubados pela oitava vez.
Pela primeira vez: o mesmo cheiro, antes exclusivamente associado à madeira, à quase senilidade, reancora...