29/12/2015

AntiMedeia



Estou trabalhando num ambiente politicamente incorreto: sexismo, etarismo, etnismo a todo vapor enquanto faço ligações no cubículo a mim destinado, numerado, padronizado:

- Chocolate?

Acabou de fofocar a respeito de um item de higiene a mim pertencente e vem toda carinhosa com a mãozinha oferecer seu ar de competição, arrivismo, desumanidade encerrado no instituto. Difamações:

- Ai, você é tão pura.

Cara de santa mas ordinary altruísmo: quando eu estava por baixo fugia e hoje sorria que sou ryca y boba, esqueço quem fudeu com minha vida: te vira! Tenho escrúpulos, dialética dadaísta, metafobia misocósmica, meço bondade do signo alheio ao eticômetro...

- Ai, o que você tá escrevendo?







2 comentários:

Unknown disse...

Que bosta, era melhor quando você escrevia em banheiro publico...

um cara legal... disse...

obrigado pelo incentivo Unknown