02/11/2008

transgenesis

Muito embora a treta soasse primaveril, seria difícil transferir gestão daquele frugal pseudofurto.
Eram 3 ou mais contas de luz e água atrasadas, 3 ou mais páginas de sombra pra disfarçar nada tímidas relações de tempo.
Nítida e estatística geometria foi transferindo picuinhas e tentativas de polução, estimuladas pelo idoso blush, em harmonia à noite - mais condizente com prosperidade de KY-33 no trígono das Perseidas.
À altura do clima de saia justa -televisionado pelas fendas lobistas da apuração final de nanosalmos-, relâmpagos e trovões da profecia não alteram o humor paralítico da fisionomia: toda de branco -dublando o fim de mais um beijo em Todomundo-, em tules, florzinhas, tafetás, mosquiteiros e tiara de conchas sobre a volumosa peruca de Clara Nunes.

A despistar crise ao mesmo tempo em que camuflava não só o segredo do novo ciclo, como também os euros, debaixo do picumã, deixando de expiar como louca assim que, incitada, a caravana da Crackolândia distrai olhares furtivos do Silvio Santos sobre o peito tatuado; portentosa, Penelope Jolie aproveita pra desmocosar o dinheiro e passá-lo ao calouro contíguo, Todomundo (travestido de Roy Batty). Tudo que câmeras captam é o 3° turno do acerto de contas:

__ Quando usted vai pagar o aluguel do unicórnio?
__ Assim que vosmecê deixar de manter a tradição de emprestá-lo pro voo imaturo dos teus ebós transgênicos. Não vou ficar custeando as peripécias do teu edi.
__ Roy, el pegáseo inferno está confundindo sua cabeça; até agora, pelo que jo sei, apenas suos pés saum alados.
__ Cadê a tristeza?
__ Mixqueci na espaçonave!

O 3° candidato já ia reivindicar o n° de ciganomania quando o casal retira-se correndo e translorixando baile até os bastidores.
O pré-programado pulso do novo ciclo palpita nas últimas bocas de urna de igrejas.
Desesperada pela demora da bunda e culotes, Jussarinha da Beijaflor bate cabelo sobre olhos lápide, para que a tumular cabeça abduza menos dor na contagem regressiva pra KY-33.
No estacionamento do estúdio, comadres codificavam correlação de forças da audiência laranja.
Em braile fluidez, é desaquendada alfazemada condução pra Todomundo, que cerca de 3 horas mais tarde volta do câmbio negreiro e, por sorte, calça com Penelope Jolie zíngaras pernas da corrente até a nave.
Reabilitada, sem chuca é uó - dizia Piu Piu, travestida de Maria Antonieta - mas o papo é reto e ela reitera Penelope Jolie da urgência urânica dos ovários.
Sem resultado emocional, Piu Piu coloca pra tocar uma música evangélica - o que acaba, com titânica eficácia, fazendo brotar lágrimas fosforescentes pra decolagem. Todomundo entra no embalo e batiza a primeira cédula chinesa.
Deixando de tirar cascas de feijão e milho dos dentes, Raquel Munhóz, de Chacrinha, reúne o 3° grau da melancolia dentro do cálice vermelho de cemitério.
Piu Piu dá por encerrada a trilha de Mara Maravilha, mas engarrafamentos atravancam o canto das 3 raças. Era preciso que a ronda do império aliban cruzasse com 3 graças, germinando patrulha em cão menor, pois as últimas odaras operadas mal abrem olhos da voz e cantos rosnam de raiva por não receberem flyer pra buatchy sagrada.
Apadrinhamento cósmico fermenta: idéias dentro do útero simbolista pedem que Todomundo intua alerta vermelho pro final das carreiras...

Já por dentro do esquema, extasiada, Piu Piu decide conferir cheiro de autenticidade no passaporte / Raquel Munhóz chupa bala e oferece boca a necas indigentes de hercúleos e dionisíacos transeuntes / Penelope Jolie esteriliza as seringas.

***jurisdição de altercredos***

Globinho de espelhos convexos discoteorizando: voltam a circular espinhos de luz. Perto do pico da neblina de Andrômeda, o arco íris de fósforo abraça primeira fronteira (fantasma) da (opulenta) apoteose.
Na entrada --área de alto risco--, perigo. Esqueletos eletrificam-se, contagiados por estranha alegria. A suingada escoliose não dá ouvidos às serpes espiãs: parte-se o portal de costelas. Numa tréplica de falsete 7% tabajara, miss Jolie alonga, estala e massageia guardiões da alfândega, voltando do mato com o leite condensado, como tira-gosto. Na superfície de correspondências a segunda refeição do salvador, galëre!
Todomundo planta dinheiro já carimbado pelas lágrimas no esterco da bacia tiranossáurica, Jussarinha da Beijaflor cumprimenta comparsas com abraço alfa e testa a potência dos microfones atmosféricos.

Alô alô marciano, aqui quem fala é da terra.

Cof, coff. 9% apático Todomundo liga amplificadores do satélite.

Hahahaha!
(por cima)

O reality show convalescença trava conversa com vicissitude de agulhas, perto da calcinha.
Ai ai ai, oh! Obstruindo encruzilhada: opera-se o pré-milagre!!! Mal quadris avolumam a seda preta e vermelha, KY-33 entra no greatest eclypse e Jussarinha empunha violão e rebola, frenética.

Doce e muy tocada, Raquel Munhóz leva o silicone excedente pra dentro da nave.

Piu Piu solta a pomba branca.

Atenta aos capciosos conselhos finais do novo ciclo, oh vida! como esperado, a admirável boneca nova reverencia conjuntura transcendental e bate cabeça na esquina das correspondências, truncando destinatária semântica.
O raio azul leitoso finalmente remete prestígio, batendo a mil na cúpula.

3D: transmissão começa: meio tonta, Jussarinha canta e toca Whole Lotta Love.
Fumando charuto, Penelope Jolie tenta uma última vez:

__ Usted mi perdôua Todomundo?
__ A fiadora desse perdão deveria ser vosmecê...
__ Yeah...
__ Aqui está a chave...

Todomundo lhe dá cálice vermelho de cemitério, ela se aproxima da pia e despeja o conteúdo na rósea e tesa boca do robozinho.

4 comentários:

Gal disse...

strike é quando no boliche, voce derruba todos os pinos numa tacada só.

esse post seu me lembrou Peréio e jece valadão e caras maus do tipo marginal.

Bruno disse...

suas palavras têm vida.

O Sábio Niestévisky disse...

Muito louco o teu texto, adorei!!!

Rafael Coelhoo'clock disse...

Nessa vida de transacionices caprichosas de um tarde de verão, passei por aqui e fiz como a cédula de César (e olha que disseram que se dava à César o que era de César). Vim, vi e gostei. A César, Ana Cristina, também aqui estava. Uma loucura luxo de fim de tarde.

Entretanto, visto que de tudo faz um riso ou uma intriga, fiquei com o riso e digo oi de navegante que passa.

Inté camarada! A luta não continua...