26/02/2010

(palavras)

blogpiratadorock.blogspot.com (downloads)(ok)/ no candomblé dizem que sou de Oxalufan, versão mais velha de Oxalá/ acho essa música tranquilizante (ok)/ assim que tudo amanhecer/ amanhã será um novo dia/ cultura anônima/ Tovo/ Iara/ Anthony(ok)/ estacionamento mal-assombrado/ Osvald/ close errado(ok)/ captei: pré-sonhei que estava 2x certo ao prever conclusões (2) "mais claras" na boca de outras, gostosa sensação da vitória onírica(ok)/ podcast Leo Fernandes cemporcentoskate.com.br(ok)/ Lola Monique Maion/ World Painted Blood - Slayer/ Blacrock/ quem sabe/ Soraya video/ Maria Alice reunião/ sonhei que adquiri um houaiss tamanho família extra, me senti muy contente/ Nostradamus livro perdido(ok)/ esqueci de me despedir do Luis Claudio...


.palavras.

3 comentários:

Fumaça Subindo disse...

lindo esse texto, mas pela disposição das palvras do que pelas mesmas em sim

Chicco disse...

embora, não meu nome não esteja estampado, algo nesse texto me faz sentir co-responsável por ele. O tíctulo, falavámos de suas respostas monosilabáticas. A música, além de ser cantada por um conterrâneo, a letra... é uma pretensão ou de alguma forma tenho razão?

um cara legal... disse...

rsrs... pou cara, deve ser uma coincidência muy subconsciente...
faz tempo que quero postar essa música (ela lembra meu verão 1997/98)... mas o lance das "palavras" é verdade, foi a nossa conversa pelo msn que me fez pensar em um post com esse título...
falando de modo mais geral: analiso a mim mesmo enquanto digo qualquer palavra... tudo o que eu digo é como um leque de espelhos se abrindo e evanescendo no ar...
a memória do ar é muito forte, o poder da palavra é muito forte...
uma memória fantasma caminha no vento e adora ouvir palavras a contragosto do emissor, construindo uma sucessão de fatos indesejáveis ou a poesia, como outros chamam o poder macumbatório da palavra...
acho que é isso...
no final das contas meu projeto inicial de falar o que eu penso vem sendo revogado em favor do silêncio...
o mundo vai acabar em 2012 e acho que é tarde demais para construir qualquer projeto artístico muy intrínseco aos meus sentimentos, é por isso que a ideia de arte-espelho não me atrai anymore,,, tudo que eu faço agora é dizer foda-se tudo e todos de forma sutil...
é tarde demais...
tarde demais para a vida...
abraços...