01/09/2009

anjos

Vida amanhece quadro da vida, isso também é sem controle, insight sobre capa de agenda. A primavera transparece bem mais na costura de fatos que não acrescentam nada, nem graça. Como achar graça da labirintite? Só tomando risonho... rrrrisonho e límpido Vertix. Proibir é coisa de adulto, pero, please, não criem + sena pelos perfis psicopatas, frustrados, crethÿnos...
.
Acreditar que as coisas continuam, assim, límpidas, não é crime. Já obsessão de não acreditar em ninguém é coisa que não acrescenta em nada ao leitor de emoções: olho esquerdo sempre maior na constatação: não existe algo tão vil quanto alguém que finge falar no telefone. Aconteceu na fila pra ver palhaços:
.
linha 1:: quem eram esses nobres sofredores?
linha 2::: estavam caminhando bem na hora em que cegam festejos, orando por você (achando ainda que idade adulta se dá por descrença e safadeza à luz do dia?). Um deles está na lan-house.
.
Fazer mal a quem não merece pode ser coisa mais humana que obra humana? Espelho não sabe. Fim dos créditos na lan-house. Mas não queira mal quem nunca lhe fez mal: nem mesmo palhaços são legais. Legal: pessoa que sabe a hora de calar a boca (ou seja: vc fala uma vez e ela entende...). Pessoa educada: aquela que desde cedo ama encanto, seja este nativo ou exótico. Eis algo que seguranças e funcionários da Casa das Rosas não têm: bom salário. Só pode ser isso: não dá pra acreditar que desconforto é premissa pra adentrar nesse recinto que dizem ser "aberto ao povo"... balela: hoje em dia, o clima shopping-center-chic não tem nada a ver com poesia. Com certeza, isso é sabido, existem pessoas que não sabem lidar com situações-limite y simplesmente não conseguem ser discretas quando percebem-se no mesmo contexto sexual que uma pessoa diferente, bonita, livre... Certo evento nesse lugar foi o desastre do "Simpoesia", com curadoria de Virna Teixeira, poeta que eu admiro até o segundo livro. Coitada: ela ia de lá pra cá, preocupada em proteger contra assaltantes (subconscientes) livros vendidos em sala reservada. Outra hora, exigindo silêncio, a madame se retirou de bate-papo entre poetas de língua inglesa: foi até o andar superior - lugar do barulho - e quando voltou deve ter resvalado feio nas escadas, pois logo ouviu-se "aquele" baque de saltos altos. Tatiana Fraga é outra que começa a botar asinhas de fora, seja dando palpites no walkie-talkie ("tá tudo bem agora, ele tá rindo..."), seja não sabendo lidar com encantos que não os nativos. Nativismo: Marina Silva que pense nisso. Ah... Quem dera essa mulher fosse pro P-SOL...
.
Mas não: as pessoas simplesmente acham que você não percebe as coisas. Só quando se fala na linguagem do coração que é possível chegar à seguinte conclusão: é o artista quem deve respeitar o público. Não há algo tão ignóbil quanto subir ao palco achando que ainda se está na plateia, esta que vê-se ofendida e mal consegue olhar na cara de quem torce nariz perante sorriso. Já obsessão de não mostrar dentes é coisa que, no teatro, talvez valha mais que câmeras de ouro. Se você vai ao cinema, vai à piscina, à aula...

Aula: narrativa nascendo dentro de cansaço descritivo: amanhã roupas devem ser lavadas e tem que comprar nescau/ lampadinha (ok)/ (neblina)/ estudar/ Fátima/ fisiatra/ proteína pop contra nuvem negra/ (luz)/ Anticristo/ concurso/ respeito você/ a linguagem é linda.
.
linha 1:: foi palhaçada do começo ao fim.
linha 2::: ela poderia achar que eu gosto dela?
linha 3:::::::::: dentro desse carrão qualquer mina fica com olho brilhando.
.
Penelope Jolie sai da Ferrari amarela, abre o portão: ninguém é bobo aqui, ninguém precisa fazer chuca em cima do sapo. Engraçado? Contemporâneo? Nada disso acrescenta algo à verdadeira meta (nuvens). Esse ar de inimizade é premissa, e não obsessão. Ninguém precisa ficar sabendo se a tarde é discursiva e/ou se o banho é de palavras - palavra. mais garrida - e palavras que só machucam, palavras acesas como raio no chão que não é surdo. Quando deuses sufocam e quadros namoram (trovões)...


.
.
quem.vc.realmente.é
video

3 comentários:

M E T A M O R F O S E disse...

Muito bom lembrar daqueles escandalos do psdb/dem(os)...
Escolher entre o atual PT e PSDB/DEM, realmente é tarefa das mais complicadas...
O único que ainda se salva no PT é o Suplicy...
Aliás... quais suas principais influencias na poesia?
Abraço

M E T A M O R F O S E disse...

as minhas influencias voce pode notar nos meus posts. Tento, na medida do possível, colocar os meus favoritos...
murilo mendes é um dos que aprecio, junto de: rimbaud, neruda, baudelaire, vinicius de moraes, drummond, dylan thomas, e. dickson, castro alves, os concretos e tantos outros...

Bruno disse...

Eu tive um certo medo de vc.
Mas acho melhor não
Um medo de não saber resistir a nada disso.
Que se foda numa hora dessas, você é um gênio e que tudo se dane.